Com apoio da Uniselva e patrocínio do Crea-MT, UFMT publicará atlas dos assentamentos da reforma agrária de MG, MT e MS

  02/09/2021    

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (Crea-MT) firmou contrato de patrocínio com a Fundação Uniselva para publicação do e-book intitulado "Atlas socioeconômico e ambiental dos assentamentos da reforma agrária em Minas Gerais, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul".

A publicação foi uma das contempladas no Edital de Seleção Pública de Projetos de Patrocínio do Crea-MT e, conforme a coordenadora da proposta, professora Luciane Cleonice Durante, reunirá resultados do projeto Diagnóstico  para Regularização Ambiental  de Assentamentos da Reforma Agrária (Radis) do Instituto de Biociências da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), câmpus Cuiabá.

“Trata-se de um livro que reunirá diagnósticos sobre um panorama socioeconômico e ambiental da agricultura familiar dos assentamentos da reforma agrária localizados nos estados de Minas Gerais, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Os textos apresentados destacarão as características socioambientais e econômicas dos assentamentos rurais pesquisados, abordando o desenvolvimento rural, na perspectiva da sustentabilidade socioambiental”, explica a professora no Plano de Trabalho submetido ao Edital.

Ela destaca ainda que o livro poderá subsidiar iniciativas que proporcionem melhoria da qualidade de vida dos beneficiários da reforma agrária. “O enfoque [do livro] terá o propósito de estimular os processos de ordenamento territorial com vistas à preservação e conservação ambiental. Desse modo, as proposições teóricas sobre o desenvolvimento sustentável, aliadas à coleta de dados primários, poderão subsidiar uma pluralidade de políticas públicas com destaque para a melhoria da qualidade de vida dos agricultores familiares beneficiários da reforma agrária”, pontuou Luciane Cleonice Durante.

Cerimônia

Representada pelo diretor-geral, professor Joanis Tilemahos Zervoudakis, a Fundação Uniselva, participou, na manhã desta quarta-feira (1º), da cerimônia de assinatura dos contratos de patrocínios dos projetos selecionados, realizada no plenário do Crea-MT.

O presidente do Crea-MT, Juares Silveira Samaniego, e o diretor-geral da Fundação Uniselva, Joanis Tilemahos Zervoudakis.

Também estavam presentes representantes de entidades de classe, como Associação Brasileira de Engenheiros Civis Departamento de Mato Grosso (Abenc-MT), Associação Mato-grossense de Engenharia de Segurança do Trabalho (AMAEST), Instituto Brasileiro de Avaliações e Pericias de Engenharia de Mato Grosso(Ibape-MT).

Para o presidente do Crea-MT, o engenheiro civil Juares Silveira Samaniego, o processo público tem como objetivo selecionar projetos que direcionem à missão, aos valores e à estratégia do Conselho, além de envolver ações de interesse das áreas da Engenharia, Agronomia e Geociências.

“Uma forma de contribuir para o fortalecimento, valorização e aproximação das profissões pertencentes ao Sistema Confea/Crea”, destacou Juares.

Da esquerda para direita: coordenador do Comitê de Patrocínio do Crea-MT, Jacy Nilso Zanetti, dirigente da Uniselva; professora Luciane Cleonice Durante; presidente do Conselho; professor Paulo Cesar Venere.

Radis

Gerenciado pela Fundação Uniselva, o projeto Radis é fruto de um Termo de Execução Centralizada (TED) entre a UFMT e o Instituto Nacional da Reforma Agrária (Incra), coordenado pelo professor Paulo Cesar Venere.

O projeto auxilia, aproximadamente, 18 mil famílias do Programa Nacional de Reforma Agrária (PNRA) realizando visitas técnicas e fazendo levantamento de dados dos lotes, para subsidiar a regularização ambiental dos assentamentos, elaborando o Cadastro Ambiental Rural (CAR) e o Projeto de Recomposição de Áreas Degradadas e Alteradas (Prada).

Ainda, quando necessário, adequa os sistemas agrários à uma perspectiva de desenvolvimento agroecológico na organização socioambiental das famílias assentadas pelo PNRA, bem como possibilita o acesso a políticas de crédito do Incra.

O Radis baseia-se em cinco eixos de trabalho – Ambiental, Socioeconômico, Pesquisas Acadêmicas, Políticas Públicas e Inovação Tecnológica – e é composto por uma equipe multidisciplinar composta por engenheiros agrônomos, florestais, civis, geógrafos e, também , biólogos, administradores e engenheiros de computação.

Outras informações em radis.ufmt.br.

Por Assessoria de Comunicação/Fundação Uniselva
Fotos: Igor Bastos/Crea-MT e Divulgação/Projeto Radis
maicon.comunicacao@uniselva.org.br
+ 55 65 3318-9800
facebook.com/fund.uniselva
instagram.com/fundacaouniselva